Seguidores

sábado, 20 de abril de 2013

SER MULHER

Sílvia Mota Lopes está participando do Primeiro Concurso de Poesias "Pena de Ouro" do Blog do Bicho do Mato - Deixe seu comentário e seu voto. Agradecemos sua participação.





Autora: Sílvia Mota Lopes



Blog: MITO. SONHO. REALIDADE



Poema: Ser mulher








Sou mulher
Sou a lua
Sou o orvalho a madrugada
Sou o cristal sou a pedra
Sou um castelo na praia
Sou um junco que dobra
Uma lágrima em queda
Sou a brisa que passa
E o abraço que por ti espera
Sou a luz que te alumia
Sou a escuridão que te inquieta
Sou um sorriso
Uma  vida
Um ser
Que te completa




Todos os direitos reservados - Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

8 comentários:

  1. Bom dia,Silvia Mota!
    Um belo trabalho.
    Meus aplausos,poetisa.

    Veraportella

    ResponderExcluir
  2. Ser mulher faz todo o sentido da poesia, faz rimar faz sonhar, faz o amor brotar, lindo poema, parabéns, beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Silvia!

    Linda poesia, parabéns!

    Bjo e boa sorte tha?

    ResponderExcluir
  4. Olá Silvia Mota, que belíssimo poema! Ser Mulher, é tudo isso mesmo,ainda mais quando é descrevido em um poema espetacular!

    Muita sorte em sua participação nesse concurso viu?

    Bjs!

    Maria Machado

    ResponderExcluir
  5. Silvia,parabéns pelo escrito e participação.
    Uma excelente semana.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde, Silvia. Lindo poema. A mulher é tudo isso e muito mais, somos seres imprevisíveis, que amam, se entregam, choram, sorriem e que tem uma força imensa, desconhecedora muitas vezes de nós mesmas. Somos a intensidade em tudo!
    Parabéns!
    Boa sorte para nós!
    Excelente semana!

    ResponderExcluir
  7. As várias faces da mulher, sempre multi-facetada e única. Ficou bonito!

    ResponderExcluir
  8. SER MULHER É TUDO NÉ RSRSR LINDO!!! AMEI

    ResponderExcluir

Seu comentário é o combustível da minha inspiração